quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Férias 2015 #parte 6: viajar com um bebé


Como as férias foram decididas num espaço muito curto de tempo, eu nem tive tempo para stressar com a ideia de irmos fazer uma viagem de 2 mil km para Portugal com a miúda só com 6 semanas! E ainda bem que foi assim, porque consegui organizar tudo tendo em conta o que achava que ia ser preciso e o que ia ser importante. Basicamente, tive em atenção o conforto e o bem-estar da cerejinha e correu tudo muito bem. 
Dicas boas a repetir!

  • Viagem de carro: muitas paragens, muito mimo e sempre que parávamos aproveitar para a tirar do ovinho para apanhar ar e deixá-la espreguiçar-se à vontade! Pouca roupa e atenção ao calor.
  • Mala: já escrevi aqui que uma mala para cada um torna tudo mais fácil!
  • Roupa: escolhi uma roupa para cada dia das férias e algumas extra, just in case, mas para a próxima levo metade, porque lavámos roupa em casa das nossas mães e ainda comprámos mais e recebemos algumas de presente.
  • Alcofa: A pequena dormiu na alcofa até virmos de Portugal (achámos que já estava a ficar pequena), por isso tivemos de  levar. Ocupa um espaço enorme no carro, mas foi muito útil para ela dormir durante a viagem, sempre que parámos de noite para dormirmos umas horas e mesmo em Portugal deu muito jeito porque mesmo havendo berço, ainda era enorme para ela. Nas próximas férias, já dorme no berço, o que facilita bastante!
  • Produtos de higiene: levámos os produtos que ela usava aqui (gel de banho, creme para a muda da fralda - apesar de usar pouquíssimas vezes -, escova de cabelo e toalhitas), mas acabei por comprar a gama da Uriage para trazer para cá e comprámos fraldas e toalhitas em promoção.
  • Comida: maminha, mas não tanto quanto eu gostaria... Levámos 2 caixas de leite que supostamente seriam para durar até ao fim das férias, mas a cerejinhas cada vez mamava menos, o que acabou por nos fazer ir comprar outra caixa de leite e desta vez tivemos de mudar porque o dela não havia em Portugal (pelo menos com o mesmo nome!). Água fervida no termo, mas cedo percebemos que é muito mais fácil comprarmos água engarrafada e já está (o Dr. Mário Cordeiro também recomenda este sistema porque é fácil e não tem desvantagem nenhuma). É água purificada e está a jeito para os biberões sem ser preciso ferver. Lavar os biberões logo depois de serem usados e ficavam logo a jeito para a vez seguinte.
  • Passeios: em quantidade generosa normalmente com ela, mas também fomos sair sozinhos. Aproveitámos para isso quando tínhamos quem ficasse com ela e assim demos também mimos aos avós, que nunca estão com ela ao vivo!
Ninguém me explicou nada disto e foi o que funcionou connosco, mas é como tudo, vamos vivendo e aprendendo!

Sem comentários:

Enviar um comentário

E como as cerejas são para serem partilhadas, partilha também a tua opinião ou o teu desabafo:)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...