segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Cenas de uma trabalhadora-estudante #XV

via
Andei aí uns dias a seguir às um bocado incrédula com uma nota que tive numa das cadeiras porque tive 19!! Sei que gostaria muito de ter uma boa nota e que os trabalhos estavam bem feitos dentro dos parâmetros da professora, mas nunca imaginaria que a nota fosse tão boa!
As minhas pessoas têm sido incansáveis e não me deixam desistir e ainda bem que não sou 'too much' para elas :)

É isto mesmo!

via

Outra vez segunda-feira e já passaram 2 semanas desde a última vez que escrevi... Ando com muitas tarefas em mãos e demasiadas solicitações fazem o tempo diminuir drasticamente, mas vou deixar-vos um resumo dos meus dias nos últimos tempos:
  • o despertador toca às 6 e no máximo às 6.30 estou a pé e é quando não tem de ser antes, cortesia da cerejinha que acorda às 5 e tal com fome e lá vai a mãe fazer o biberão e levar a gaiata para a nossa cama porque assim sei que adormece (normalmente sim) a seguir ao biberão e dormimos todos mais um bocadinho, até tocar o despertador.
  • Levantar e dar um jeito a alguma coisa que haja para fazer, normalmente arrumar a loiça da máquina que ficou a lavar depois do jantar, ou orientar o almoço porque se ficar com tudo a jeito antes das 8, consigo um bocado para tomar o pequeno-almoço enquanto trabalho no computador.
  • Entretanto a cerejinha acorda e há fralda para mudar, roupa para trocar, mimos para dar e vou a ver é hora de voltar para a cozinha e pôr a sopa a fazer e o almoço ao lume. Ajuda bastante ter feito uma ementa mensal e saber previamente o que vai ser o almoço todos os dias da semana. Planear dá trabalho, sim, mas compensa bastante!
  • As minhas crianças vêm almoçar 4 dias na semana e chegam por volta das 11.30, por isso o almoço tem de estar pronto a essa hora e nesse aspeto os horários serem assim tão rígidos também me ajuda a ter a cozinha e a casa sempre arrumadas e com horários para isso. Dá-me muito mais trabalho, mas é muito recompensador ter tudo no sítio!
  • A seguir ao almoço, há uma bebé para adormecer e o trabalho da escola para fazer e entre o momento em que a cerejinha adormece e em que acorda, consigo ter uma hora ou duas livres em que consigo pensar noutras coisas a não ser nas necessidades da casa e da filhota.
  • Hora do lanche e começar a preparar o jantar e entretanto chega o pai e tempo em família, horas de banhos, de beijos e de fechar o dia.
  • Nos dias em que tenho aulas, depois de ter a cozinha arrumada, é hora de preparar a saída de casa e lá vou eu pôr a princesa à ama para chegar a horas à escola. Nesses dias o pai faz o jantar e toma conta da princesa até eu chegar e jantamos mais tarde, por isso tento ter tudo orientado para o dia seguinte antes de sair de casa.
O tempo para pensar na vida é muito pouco, tendo em conta todas as coisas que tenho para fazer, mas estou contente com esta decisão de ter mais um trabalho. Tem sido bom perceber que afinal até consigo ser bastante mais organizada do que pensava (e do que já era!).

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

As 2as feiras chegam sempre demasiado depressa...

Detesto sentir-me inútil, por isso tenho sempre coisas que fazer. Passo muito tempo em casa e tarefas domésticas nunca faltam  e se já estiver tudo feito, há sempre tarefas do trabalho para fazer, mas há momentos em que é preciso parar.
Ontem deitei-me no sofá um bocado à tarde e li um bocadinho, mas acabei por adormecer e ainda devo ter dormido 1 hora com a cabeça no colo do meu marido e soube-me tão bem, só foi pena de ter ido passar a ferro a seguir...
Hoje estou tranquila e tenho a casa limpa e a cerejinha dorme e eu em vez de estar a pensar na roupa que ainda está à espera do ferro, aproveito para descansar. Afinal estou de folga e as folgas também servem para isso!

Já que trabalho aos sábados de manhã e hoje também já fiz a minha tarefa profissional da hora do almoço, preciso de recarregar as baterias! 

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Wishing #14

Reichstag em Berlim

Acabei de perceber que abriram concurso para dois horários na Biblioteca da Embaixada em Berlim e nos meus sonhos, seria o máximo voltar para Berlim, cidade que já me fez tão feliz!
Fossem as circunstâncias da minha vida diferentes, não tivesse conhecido o meu marido e tivesse uma cerejinha maravilhosa, nem sequer pensava duas vezes!

Cenas de mãe #14

  • A Luísa continua a princesa mais querida de sempre. Dá a bochecha para darmos beijinho, manda beijinhos com a mão, dá uns abraços fofinhos deliciosos, agarra-se às nossas pernas para pedir colo e também estica os bracinhos quando nos quer. Dá umas gargalhadas maravilhosas e já sorri com uma boca linda com 9 dentes (e mais 2 a querer sair) e está muito desenvolvida. 
  • Já anda sozinha desde o dia antes de fazer um ano, no início muito hesitante, mas a cada dia que passava a ganhar mais segurança e depois vieram as férias em Portugal e lá parece que espigou em tamanho (trouxe roupa de lá que deixou de servir entretanto...) e começou a andar melhor. Cada vez cai menos, mas lá em Portugal ainda deu uns valentes tombos, com direito a galo na testa no dia do batizado!
  • Já quer comer sozinha e já segura o garfo e colher bastante bem, mas é óbvio que o equilíbrio da coisa ainda não é muito, por isso temos de a ajudar a levar a comida à boca. Agora, se a deixarmos comer à mão, é uma maravilha! O chão e a cadeira dela ficam uma nojeira, mas pelo menos a cerejinha desenvolve a capacidade de comer sozinha e de escolher o que come ao seu ritmo. Já diz 'pan' e sabe muito bem que o pãozinho é muito bom!
  • Adora água e foi o máximo quando fomos ao rio. Parecia um peixe a dar as braços! As fotos das férias são dela e do pai na água. Foi um bocadinho tão feliz e até me vêm as lágrimas aos olhos quando penso nisso. Sabem aqueles momentos que iremos cristalizar para sempre? Foi um desses :) Também fomos à praia a Carcavelos e também foi giro vê-la na areia a brincar, parece que sempre tinha brincado com areia e que não era novidade nenhuma. Na água a coisa já foi um bocadinho diferente, porque estava um bocado fria, mas amou molhar-se na mesma.
  • Já dorme na cama de crescida! Uns amigos nossos mudaram de casa e deram-nos a cama da filha, nova, mas de 90 por 1,90 e quando a deito, só me faz lembrar as primeiras vezes quando a deitava no berço e parecia boiar lá dentro. Nesta vai ter muito espaço para crescer! Já caiu algumas vezes e chora, obviamente, mas a queda não é muito alta e já aprendeu a descer sozinha! Ainda ontem e hoje apareceu na cozinha ao pé de mim enquanto lhe preparava o biberão! 
Tenho adorado ser a mãe desta princesa maravilhosa, mas também há o lado menos bom, o cansaço, a exaustão, a quantidade de tarefas sempre pendentes... Não consigo dar conta do recado com algumas das coisas, principalmente o monte da roupa para passar e o planeamento das aulas em condições e isso deixa-me frustradíssima!
  • A roupa para passar só cresce... viemos de férias no domingo e obriguei-me a tirar tudo da carrinha e abrir as malas e começar a separar a roupa, apesar de só me apetecer dormir... Ainda lavei 3 máquinas! Entre 2ª e 3ª lavei outras tantas e estendi (ou pus na máquina de secar para ser mais rápido) e ainda só passei a ferro uma vez, porque durante a semana é impossível, aos sábados trabalho de manhã e temos aproveitado para abastecer o frigorífico e o congelador e aos domingos também não tenho conseguido, por isso este domingo vai ser de faxina no duro para pôr finalmente a casa em ordem!
  • As aulas já começaram no dia 24 de agosto e obviamente que as tarefas a realizar pelos alunos têm sido preparadas, mas não como eu gostaria, com o tempo que gostaria e o planeamento que deveria ser feito, mas com o novo trabalho está difícil de conseguir estar sentada à secretária com o computador e os livros a jeito mais do que uma hora de cada vez... tenho esperança de que a coisa vá ao sítio em breve...

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

E por aqui estamos assim XIX

via
É 5ª feira e são 14.37 da tarde e tenho 4 horas de aulas pela frente (até às 8), mas ainda tenho uns minutos antes de ter de sair de casa e só me apetece ir para a cama. Regressámos de férias no domingo, dia 21 de agosto, no dia 22 tive de me ir apresentar ao serviço a Berna e comecei a trabalhar na 3ª e com as aulas na 4ª, o que quer dizer que este ano tenho 2 trabalhos.
 Já não me bastava ter as aulas e tudo o que diz respeito à escola, este ano aceitei mais uma atividade e tenho 6 crianças a almoçarem cá em casa (entretanto explico isto melhor um dia destes!), e antes das 6.30 já estou a pé para conseguir ter as coisas orientadas e quando chego à cama (por volta das 22) estou exausta!
E mesmo sem vontade de ir trabalhar agora, as aulas estão preparadas, por isso vamos lá!

Nem quero imaginar quando recomeçar o mestrado...

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

E mais um ano terminou!

E hoje chegaram os 32 :) hoje foi dia de trabalho e ando cheia de coisas para fazer e tenho muitas saudades de escrever aqui e com muitas coisas para contar, mas hoje é só um olá neste 1° dia dos 32!
Beijocas a quem ainda vem aqui de vez em quando espreitar se ainda não fechou aqui o estaminé!

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

De coração cheio

O ritmo é outro, o cheiro do ar é diferente, o calor tem sido sufocante, mas sinto que estou no meu lugar. Até posso ser cidadã do mundo, mas sem dúvida que pertenço a esta pequena aldeia.

sábado, 30 de julho de 2016

terça-feira, 26 de julho de 2016

Quase, quase!

Por cá procuram-se músicas giras para nos acompanharem na viagem, organiza-se a roupa nas malas, limpa-se a casa, orienta-se a comida na arca congeladora e tenta-se deixar tudo organizado para as férias.

Hoje já sonhei com a praia e com os mergulhos e com os convívios com a família! Não vejo a hora de estar com os meus!

segunda-feira, 25 de julho de 2016

sábado, 23 de julho de 2016

A cerejinha aprova #2

Finalmente um post sobre a festa de aniversário da princesa. Já tenho feito festas de aniversário, tanto minhas como do meu Zé, mas assim com tanto amor e carinho (e tanto trabalho!) foi mesmo a primeira vez. Correu tudo tão bem, que agora o nível está elevado!

Comida: Normalmente as nossas festas tem sempre churrasco, primeiro porque é fácil e é uma comida que posso delegar no meu Zé e que ele adora fazer, depois porque nós fazemos anos no verão /início de outono e sabe bem uma churrascada. A Luísa também é uma bebé de verão e vamos continuar este nosso costume tão cá de casa. 

Comprámos entremeada (que o marido cortou em casa), febras, couratos e salsichas recheadas com queijo. E para acompanhar a carne comprámos batatas fritas, 8kg de pão (e não sobrou nenhum!), fizemos arroz branco e salada à portuguesa, com tomate, cebola, pimento e pepino e alfaces, que vieram da nossa horta!

Petiscos e sobremesas: Quanto aos petiscos, entradas e sobremesas, foi tudo homemade e fiquei muito orgulhosa com o resultado. O meu marido gosta muito de fazer pratos de queijos e enchidos e preparou um prato com vários tipos de queijo e presunto.
A minha irmã também me ajudou a fazer algumas coisas e fez o paté de atum, os folhados de queijo de cabra e a salada de fruta, encomendámos a uns amigos rissóis caseiros que eles fizeram e gritaram para nós (atum, carne e camarão) e coxas de galinha e eu fiz mousse de chocolate, bolo de bolacha e salame de chocolate e não ficou nada para contar a história :)

Decoração: tinha comprado uns pratos e copos de papel e uns convites com uns animais da selva em promoção e eram muito giros, mas entretanto vi no supermercado uma coleção de artigos para festas coloridos e adorei! Pratos, copos, guardanapos e talheres (garfos e colheres de sobremesa/ café) e deu um ar muito animado à festa. Também comprei as bandeirolas com Happy Birthday que combinava com o resto, balões nas mesmas cores com formas diferentes e uma grinalda com lanternas coloridas. O meu Zé montou a decoração na rua depois de se ter limpo as mesas e eu ter posto as toalhas e enquanto ia levando os comes e bebes. Também para decorar, mandei fazer um centro de mesa com flores naturais, pequeno, simples e bonito e gostei muito do resultado!

Convites: os convites que comprei, acabei por não entregar, porque não iam chegar para todos os convidados. Fizemos os convites pessoalmente ou por telefone e só não foi quem não pode mesmo!

Bebida: vinho do costume (verde tinto para quem gosta, verde branco para as senhoras que bebem - eu e uma amiga), Martini e gasosa para o aperitivo e cerveja para quem não queria vinho. Coca-Cola e ice teas do Lidl, que são bons e baratos. Digestivos para depois do almoço e levei a máquina de café para a rua e as cápsulas para as pessoas se servirem e o self-service funcionou muito bem!

Bolo de aniversário: depois de andarmos a pensar como é que íamos fazer com o bolo de anos, porque eu acho que aqui é demasiado caro para o que se compra. Decidi-me por fazer um bolo de chocolate da receita da Susana Gomes, mas como a minha forma é grande demais, não cresceu muito e não ia conseguir cortar para rechear. Acabei por fazer outro bolo, mas desta vez fiz de limão e assim consegui fazer um bolo mais alto e com duas camadas diferentes e cada uma melhor do que a outra! Fiz chantilly para rechear e comprei uma caneta com doce de morango para escrever os parabéns à princesa e ficou muito melhor do que aquilo que eu pensava :)

Espaço: fizemos a festa no parqueamento da minha casa e pusemos 3 mesas, 2 para os convidados e outra para os comes e bebes. Ainda pensámos em fazer a festa num parque de merendas muito giro aqui perto, mas com tanta coisa que tínhamos de levar, achámos melhor ficarmos por casa e o tempo esteve espetacular, mesmo a lembrar o verão português! 

Os convidados gostaram muito e até montanhistas que vinham em passeio comemoraram os anos da princesa e ainda beberam umas cervejas!

Uma tradição a manter, de certeza!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...